CONTROLLER É UM ESTRATEGISTA COM VISÃO DE FUTURO

Não é ele que toma as decisões, mas é ele que com sua visão aguçada, com dados reais e análise adequada cria sugestões para a direção tomar decisões, com vários cenários para a manutenção da empresa no mercado com lucratividade, crescimento e sustentabilidade.

A empresa que formou um profissional desse calibre já tem um diferencial competitivo. Um estrategista com visão de futuro não se forma do dia para noite, ou se prepara em uma universidade, é uma dedicação de anos de trabalho na contabilidade, no planejamento orçamentário, na formulação de relatórios e análises e com uma boa experiência em planejamento estratégico.

Por ser um cargo que trabalha, principalmente, com atividades pertinentes à administração, à contabilidade e à economia, é muito comum observar que a formação acadêmica de um “controller” é relacionada a essas áreas do conhecimento, podendo ser Administração de Empresas, Ciências Contábeis ou Economia.

No entanto, é de extrema importância que esse profissional se dedique sempre a aperfeiçoar seu conhecimento e suas competências. Um bom caminho é a realização de cursos de especialização, como um Master in Business Administration (MBA) ou uma pós-graduação.

Como esse profissional tende a ser responsável por uma grande equipe e se relaciona constantemente com gestores de quase todas as áreas da empresa, além da formação acadêmica e especializações técnicas, ele precisa de competências específicas para a gestão de pessoas. Essas competências podem ser adquiridas por meio de cursos pontuais, como para desenvolver habilidades gerenciais e técnicas de negociação.

O profissional que aspira um cargo de gestor de controladoria ainda encontra no mercado cursos focados na área. Quando a empresa possui negócios internacionais, como importação e exportação de produtos ou serviços, é pertinente que esse profissional tenha domínio de outros idiomas, no mínimo o inglês, de forma que seja capaz de ter acesso facilitado a informações que extrapolam os ditames nacionais.

Um bom “controller” ou gerente ou diretor de controladoria, precisa conhecer sua empresa e seus produtos profundamente, como também seu mercado interno e externo, sua sazonalidade e seus consumidores, estudar os movimentos econômicos e do mercado ao qual a empresa está inserida.

Se for uma multinacional, fazer a conversão das demonstrações contábeis em moeda estrangeira, certificar-se do cumprimento das normas de auditoria. O “controller” tem uma atuação vasta dentro das organizações e precisa, de fato, conhecer muito bem o negócio. Devido a isso, é exigido o domínio de diversas áreas do conhecimento para que uma boa gestão de controladoria possa ser executada.

Você que terminou sua graduação em Ciências Contábeis e já trabalha na contabilidade, faça um MBA em Controladoria, será muito mais fácil o entendimento da Gestão Empresarial.

Autor: Claudio Raza (“Controller”). contabilista, economista, gestor de negócios, mestre em administração, comunicação e educação. – www.claudioraza.com.brc.raza@terra.com.brhttps://www.linkedin.com/in/claudio-raza-bb494b6b/detail/recent-activity/shares/

Escreva um comentário