Warning: Creating default object from empty value in /home/claudior/public_html/wp-content/themes/boldnews/functions/admin-hooks.php on line 160

OS QUE MANDAM, OS QUE DECIDEM E OS QUE PAGAM OS IMPOSTOS – Claudio Raza

Na minha pobre avaliação, dividi o Brasil de hoje em três tipos de classes ou castas sociais, mas, acredito que outros tem opiniões diferentes.

Alguns povos antigos dividiam seus cidadãos em castas preconceituosas.
Hoje, existem cerca de 3 mil castas na Índia, o que é uma confusão para gente entender. Mas essas castas todas podem ser divididas em quatro grupos, que eram as castas originais e um grupo desprezível.
a) Brahmin (Brâmanes): A casta mais alta, é formada por pensadores e letrados, pessoas consideradas próximas aos deuses. Entre as profissões exercidas por eles estão as de sacerdotes, professores e filósofos. Na mitologia hindu, foram criados a partir da cabeça de Brahma.
b) Kshatriya (Xátrias): São os guerreiros, nasceram dos braços de Brahma. Exercem profissões como as de soldados, policiais e administradores.
c) Vaishya (Vaixás): São os comerciantes, nasceram nas pernas de Brahma.
d) Shudra (Sudras): São camponeses, artesãos e operários. Nasceram dos pés de Brahma
e) Dalits, os intocáveis: Se os sudras surgiram dos pés de Brahma, os dalits tiveram uma origem ainda menos nobre: foram criados a partir da poeira em que o deus pisou. Tratados como párias, excluídos da sociedade, os dalits não têm casta e são considerados impuros. Para eles são guardados os trabalhos que os outros indianos se recusam a fazer por considerarem indignos: recolher lixo e limpar banheiros, por exemplo. Considerados portadores de impurezas por onde quer que passem, eles vivem um sistema opressivo digno de um apartheid. Um dalit não pode se sentar à mesa com membros de outras castas ou usar os mesmos pratos e copos. Em casas mais conservadoras, eles possuem uma entrada especial que só permite que eles cheguem até o banheiro e a área de coleta de lixo, sendo proibidos de colocar os pés na casa principal.

No Brasil, há os que mandam na aprovação das leis, que são os políticos, depois há um batalhão de desembargadores, procuradores gerais, ministros de tribunais superiores, e no topo da decisão, o colegiado dos juízes do Supremo Tribunal Federal, que algumas vezes agem isoladamente, que já é uma anomalia por ser um colegiado; que são os juristas ou o judiciário; depois vem todos os demais cidadãos brasileiros, cujo papel principal é pagar impostos para sustentar todas as castas superiores e obedecer a tudo que foi decido.

Mesmo que, não conseguimos entender as decisões dos juízes supremos ou a casta das leis e da espada, como quem rouba, mas diz a verdade, não merece castigo, é ainda agraciado por viver em outro país com tudo que foi roubado do Brasil; portanto outros que roubam e falam mentiras, estão soltos, agitando a casta que paga impostos e uma outra casta de imbecis, que não trabalha e vive de esmolas e migalhas dos poderosos, são os da casta do “Lázaro”.

Há ainda uma casta dos que pagam impostos, que não acredita naqueles que roubam e mentem, pois, a impunidade ou as decisões legais demoram para atingir esses poderosos hipócritas, fazendo-os voltar para vida pública.

Outra coisa que ficamos indignados, mas nada podemos fazer nada, são os empréstimos do BNDES e de outros bancos estatais, concedidos ás empresas devedoras de impostos federais e estaduais, que normalmente não são concedidos ás empresas de pequeno porte que tanto necessitam para sobreviver e que estão com todos os seus impostos pagos.

Ficamos também indignados, que todos esses que roubam e mentem, empresas e pessoas físicas, não são fiscalizados pelo imposto de renda (Receita Federal); se você cidadão brasileiro pagadores impostos, que trabalha quatro meses, só para pagar impostos para o governo sustentando as classes ou castas superiores, cometer um erro ou deslize na sua declaração de imposto de renda, cairá na malha fina, será multado e poderá perde seu CPF (Cadastro de Pessoa Física).

Da forma como as coisas andam, estariam pretendendo criar um Brasil de castas semelhante a Índia, porque para este, para o bom cidadão brasileiro, pagador de impostos, nenhuma voz se alevanta!
Autor: Claudio Raza: Economista e professor universitário
Fontes:
Nelson Faillace: – O Brasil seria um país de casta?

*Postado Por: Claudio Raza

Ainda sem comentários.

Comentários, Dúvidas e Sugestões