REQUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL – O QUE VOCÊ SABE HOJE NÃO SERVIRÁ PARA O AMANHÃ

A pandemia, o trabalho remoto, a falta de supervisão no “home office”, está mostrando uma situação que já era conhecida, mas que poucos admitiam; falta de qualificação profissional, algumas competências e habilidades para o trabalho a distância.

Está ficando mais claro que poucos profissionais de nível operacional e gerencial conseguem trabalhar sem supervisão e cobranças superiores; isto está mudando o mercado de trabalho e as empresas estão ficando mais exigentes quanto ao recrutamento e seleção de novos profissionais e pensando na requalificação dos já existentes.

Muitos estão precisando de capacitação, que é a ação de tornar capaz; aptidão, habilitado. O treinamento e capacitação é o modo de garantir o desenvolvimento de habilidades, é possível oferecer uma nova postura para as organizações.

Ao aprender coisas novas, você consegue realizar tarefas e resolver problemas com mais facilidade. O aprendizado acelera o raciocínio e a sua habilidade de compreender as mais diversas situações; a capacitação profissional é importante para elevar a sua produtividade

Até pouco tempo atrás para avaliar as competências ou a capacidade de um candidato a um cargo, usava-se o método hard skills” ou habilidades profissionais, que são as avaliações dos conhecimentos técnicos adquiridos pela experiência, formação acadêmica, operação de máquina e sistemas, domínio de uma língua estrangeira, programação de computadores e diploma de conclusão de curso.

A partir de agora as empresas se preocuparão muito mais com “soft skills ou habilidade interpessoal, que são as características humanas que facilitam pessoas a se relacionarem positivamente com outras e gerar resultados edificantes tais como, comunicação, educação, cordialidade, inteligência emocional, disciplina, flexibilidade, gerenciamento de tempo, postura, liderança, motivação, paciência, persuasão, empatia, trabalho em equipe, ser ético.

No mundo corporativo, essa capacidade impacta significativamente o sucesso em equipe, a pessoa deve conhecer a fundo os seus pontos fortes e fracos, à sua visão de mundo e seu posicionamento diante das dificuldades.

O conhecimento de si mesmo é fundamental para se relacionar de forma saudável e eficaz com as outras pessoas. Aprenda a separar a sua vida profissional, da vida pessoal e foque em seus propósitos e objetivos.

 Lembre-se de que as empresas estão com demandas de profissionais diferenciados e que possam oferecer as melhores competências para as empresas, qualidades essenciais para ser um bom colaborador.

Fontes:

https://www.gupy.io/blog/hard-skills-e-soft-skills

https://www.impacta.com.br/blog/2019/09/16/quais-sao-habilidades-interpessoais-

Autor: Claudio Raza: Mestre em Administração e Comunicação – www.claudioraza.com.br e c.raza@terra.com.br

Escreva um comentário